quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Ravioli...simples, mas inesquecível!



Quando eu era criança, lembro que no meu quarto tinha um quadro grande com a gravura com o desenho de uma menina bem delicada e seu cachorrinho...algumas borboletas ao redor...e era isso, simples mas aquele quadro acompanhou minha infância e início de adolescência, sou seja, fez parte de um bom pedaço da minha vida. 
Nesse mesmo quadro havia uma frase: "A Felicidade está nas asas de uma pequena borboleta..." E essa frase sempre fez sentido para mim, mesmo sem entender realmente o conceito do que era felicidade na época, só de olhar o quadro eu me sentia bem...aquela sensação de tranquilidade, de estar em um lugar seguro, com pessoas que eu amo e claro, pela beleza singela daquela imagem e frase. Apesar de não ter plena consciência...sim, eu era muito feliz! 

E pensando nessa frase há alguns dias atrás eu consegui imediatamente fazer uma relação com a cozinha. Cozinhar para mim tem a ver com transformação. Ingredientes únicos que juntos se transformam em algo bom, em amor, uma forma de expressão...alquimia total, não acham? Assim como a borboleta, que para mim também simboliza transformação, renascimento...beleza. Viajando? Eu? Que nada...são sentimentos, e acho que assim como o quadro que me acompanhou por tão saudosos anos, a comida mexe comigo de forma parecida. Se olhar para o quadro já me deixava feliz então a relação é essa, cozinhar me deixa feliz!

E a receita? Bom, simples...sim! Mas absolutamente deliciosa. Era para ser um almoço com minhas queridas amigas que fizeram uma maravilhosa visita para mim, mas como começamos a prosa na cozinha muito tarde, tive que abandonar os planos de ravioli e mudar tudo para risotto e assim não matar as meninas de fome. Portanto depois que as meninas se despediram, eu fui lá terminar minha massa...e apenas assim, simples como imaginei, foi a protagonista do meu almoço no dia seguinte. 

Perfeito? Não encontraria outra palavra...

Beijos para vocês e boa quarta-feira!

Ahhhh, a foto abaixo não está boa...mas quis postar para que vocês possam ver a fumacinha saindo do prato. Tudo de bom, né?



Tempo de preparo: 50 Minutos
Rendimento: 4 Porções

Ingredientes da massa

4 ovos inteiros
1 e 1/2 colher (sopa) de azeite de oliva
Aproximadamente 400g de farinha de trigo
Sal a gosto

Para o recheio

300g de mussarela de bufála (tipo bolinha)

Para o molho


2 latas de tomates pelados
2 colheres (sopa) de azeite
1/2 cebola picadinha
1 dente de alho grande picadinho
Sal e Pimenta do Reino a gosto

Não tinha manjericão, então eu usei sálvia para finalizar

Modo de preparo


1. Prepare a massa. Em uma tigela grande ou em uma bancada de trabalho, coloque a farinha e abra um buraco no centro. Em outra tigela misture os ovos e o azeite de oliva. Adicione a mistura no buraco que você fez no centro da farinha, gradualmente, com a ajuda de um garfo, traga a farinha para o centro. Quando estiver bem misturado, trabalhe a massa com as mãos, adicione mais farinha se necessário. A massa estará no ponto adequado quando não grudar mais nas mãos.

2. Retire a massa da tigela e em uma superfície de trabalho enfarinhada (Com semolina ou farinha) trabalhe bem a massa, sovando vigorosamente com as mãos. Se a massa começar a grudar, adicione mais farinha. Cuidado para não colocar muita farinha senão a massa não ficará com boa consistência para abrir. Cubra a massa com um pano úmido e deixe descansar por 1 a 2 horas. Esse tempo é necessário para o glúten descansar.

3. Se tiver um cilindro de massas, passe farinha de trigo sobre ele e sobre a superfície onde a massa estará. Vá passando a massa pelo cilindro, começando com uma abertura maior e diminuindo a medida que a massa for esticando mais. Não faça com um pedaço muito grande, senão terá dificuldade de pegar a massa do outro lado. Se for usar um rolo de abrir massa, o processo é o mesmo, passe farinha no rolo e na superfície de trabalho e abra a massa até obter a espessura desejada.

4. Se for usar as forminhas de ravioli, passe farinha sobre a massa que ficará em contato com a forminha e na forminha também, deite a massa sobre a forma e coloque um pedaço generoso da mussarela de búfala em cada uma das cavidades, tempere com sal e pimenta. Feche com mais uma camada de massa e pressione bem com um rolinho para fechar os raviolis. Retire-os da forminha e disponha em uma assadeira enfarinhada.
Se não tiver forminhas, quando a massa estiver na espessura desejada, coloque o recheio em pequenas porções deixando um espaço entre elas para que o ravioli seja fechado, passe um pouco de clara de ovo ou água entre o espaço de um recheio e outro e coloque a outra camada de massa. Pressione bem com a ponta dos dedos para que a massa grude e corte no formato desejado. Disponha na assadeira enfarinhada e reserve.


5. .Prepare o molho. Abra a lata de tomates e retire as sementes. Reserve o suco do tomate e pique os tomates em pedaços irregulares. Em uma panela, aqueça o azeite e refogue a cebola com o alho. Adicione os tomates cortados e o suco dos tomates, tempere com sal e pimenta  e deixe apurar por aproximadamente 20 minutos. Reserve.


6. Coloque uma panela grande com água e sal e leve ao fogo para ferver. Quando estiver fervendo, coloque os raviolis e cozinhe por aproximadamente 4 minutos ou até que esteja al dente. Se estiver congelado, demorará um pouco mais. Sempre prove antes de tirar da panela para saber se está al dente. Retire da água, escorra bem e coloque-os na travessa onde for servir. Regue com um pouco de azeite de oliva, cubra com o molho, decore com a sálvia (ou manjericão) e sirva imediatamente...acompanhado de um bom vinho e um bom queijo parmesão.


26 comentários :

  1. Stefânia que ravioli tão perfeito, bom demais :)

    Beijinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mónica,

      Obrigada Querida! Fico feliz em saber que você gostou!

      Beijo grande!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Oi Luisa,

      Obrigada pelo recadinho! Realmente ficou muito bom.

      Beijos!

      Excluir
  3. Ficou um prato simples mas muito bonito. E aposto que muito saboroso também :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Ondina,

      É realmente isso, simples mas muito saboroso! Está figurando entre os meus preferidos.

      Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir
  4. Como eu te compreendo. E de facto as coisas mais simples podem ser as que mais felizes nos tornam...
    E não tenho dúvidas de que estes raviolis estão de bradar aos céus :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Su!

      Acho que essa é a beleza da vida, não é mesmo? Saber apreciar as coisas simples e ser feliz com elas.

      Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir
  5. Hummm...adoro raviolis! Estão deliciosos...!

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Patrícia!

      É minha massa favorita. Ficaram realmente muito bons...por sorte ainda congelei alguns antes de cozinhar.

      Beijos!

      Excluir
  6. Eu descobri os tomates pelados só recentemente acredita? eles deixam um molho vermelhinho e com cara de fresco, diferente desses molhos comprados. Uma dúvida, vc fez os raviolis com o cilindro ou na mao mesmo?

    um abraço :)
    D Augusto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá D Augusto, tudo bem?

      Pois é, sabe que agora eu só faço molho assim? Essa época de chuvas faz com que seja difícil encontrar bons tomates por aí, então sempre vou na opção dos tomates pelados...fica bom e bonito, né?

      Então, essa é a primeira vez que faço em casa abrindo com cilindro. Eu não tinha e comprei no fim do ano. Alguns outros que já publiquei no blog foram abertos na mão (como o de beterraba por exemplo). Também fiz outro que abri no cilindro da minha sogra.

      Um abraço!

      Excluir
    2. Vou me arriscar então a fazer sem o cilindro, só com o rolo mesmo, depois volto pra contar como ficou ;)

      Excluir
    3. OI D Augusto!

      É só deixar a massa fininha que fica bom! E o melhor de tudo é que é uma malhação e tanto para os braços...então dá para comer sem culpa.

      Vou esperar você fazer e me contar, tá?

      Bom fim de semana!

      Excluir
  7. Stef seu ravióli ficou tão lindo!! Dá vontade de chorar rsrsrs A beleza da vida está nessas pequenas lembranças que nos fazem tão bem,e nos dá alegria!! Adorei!! :) Tenho a forma de ravióli e nunca faço, acho q me empolguei depois dos seus! rsrs Beijos! Tê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Tê, que coisa mais linda, obrigada, viu?

      Querida, vamos estrear essa forma logo, tá? Ravioli feito em casa é maravilhoso, você nunca mais vai querer comer fora.

      Beijo grande!

      Excluir
  8. Stef, ficou lindo seu ravioli! Está sorrindo para a foto :) Concordo com suas palavras. Uma refeição simples mas feita com amor e riqueza.
    Um beijinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ginja,

      adorei o comentário! Já que minha comida está sorrindo para a foto, eu estou aqui mandando um sorriso para você também, viu?

      Beijo grande!

      Excluir
  9. Que óptimo aspecto! Adoro raviolis :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Diogo!

      Eu também sou fã assumida de massas recheadas...e esse ravioli agora figura entre os meus favoritos.

      Beijos!

      Excluir
  10. Oi, leio sempre teu blog. Tu tem muita experiência com massa caseira. Normalmente eu faço spaghetti e talharim, mas quero fazer canelones. Vou preparar a massa que sempre faço. minha dúvida é a seguinte, antes de montar os canelones eu preciso pré-cozer a massa ou posso cozinhar com o molho direto no forno?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paula, tudo bem?

      Obrigada pelo comentário e por sempre estar por aqui.

      Bom, a massa de canelone ou lasanha normalmente é branqueada, o que quer dizer que você deve passar por água fervente (e salgada) por alguns segundos, depois passe para um bowl com água bem gelada e dê o choque térmico. Então você pode escorrer, secar um pouco e utilizar. Assim a massa vai absorver melhor o sabor do molho e recheios.

      Nunca testei colocar ela crua no forno...

      Espero ter ajudado.

      Beijos!

      Excluir
    2. Bá, muito obrigada pela dica. Tu faz gastronomia né? Eu começo o curso agora em fevereiro :) bjobjo

      Excluir
    3. Oi Paula!

      Sim, eu vou começar o terceiro semestre agora em fevereiro. Espero que você goste tanto quanto eu!

      Beijos e bom fim de semana!

      Excluir
  11. Stêfania, estou conhecendo o seu blog através da Carla, do Cicina artuziana. Me encantei, com todo o conteudo. Parabénss, e adorei também saber que você é de Brasília (Você é de Brasília né?? Eu afirmei,por conta da Dolmã que está usando do Iesb). Também faço um curso de gastronomia lá, e sou simplesmente apaixonada.

    Estou te seguindo desde já!! Quando quiser, fique fazer uma visita ao meu blog, fique a vontade, pois será muito bem vinda. http://conversandoecozinhando.blogspot.com.br/

    Bjuuuu!!!

    ResponderExcluir
  12. Eu também tinha esse quadro no meu quarto, e ele me acompanhou por toda infância e inicio da adolescência também. Por acaso eu digitei a frase para ver se encontrava o autor e ela saiu direto no seu blog. Lembro-me dela um pouco diferente: "A FELICIDADE PODE ESTAR NAS ASAS DE UMA PEQUENA BORBOLETA". É lindo!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...